domingo, 22 de novembro de 2015

Capítulo 9

Ashley havia acompanhado Vanessa ate o hospital e assim que entraram Vanessa correu  ate a recepção onde uma moça ruiva estava sentada.
- Pois não? Posso ajuda-la? –a ruiva perguntou sorrindo simpática.
- Sim. –Vanessa respirou fundo. – Eu quero noticias de um paciente que deu entrada hoje.
- E qual o nome dele? –ela falou olhando para o computador esperando que Vanessa dissesse o nome.
- Zachary Efron. –ela digitou enquanto Vanessa a encarava apreensiva. –Eu posso vê-lo? Como ele está?
- Eu vou chamar o medico responsável. –ela falou levantando. –Um minuto, por favor.
- Ai meu Deus Ashley foi alguma coisa seria. –Vanessa falou deixando as lagrimas rolarem.
- Fica calma amiga, pode não ter sido nada. –Ashley abraçou forte.
- Com licença. –uma vos rouca fez com que elas se afastassem. –A recepcionista disse que você quer saber sobre o paciente Efron.
- Isso mesmo. –Vanessa enxugou as lagrimas. – Como ele está?
- Primeiro eu quero saber qual o seu grau de parentesco com o paciente.
- Eu sou a namorada dele. –ela falou firme e o medico franziu o cenho a achando nova demais, porem a vida deles não lhe dizia respeito.
- Bom sendo assim me acompanhe, por favor. – ele começou a andar e Vanessa junto com Ashley o seguiam. –Sentem-se. –ele falou após entrarem no consultório do mesmo.
- Por favor, diga que eu posso ir vê-lo. – Vanessa suplicou com o olhar.
- Infelizmente não. –ele falou e Vanessa o olhou assustada. –As noticias não são boas, ele bateu a cabeça com muita força e por conta disso entrou em coma e esta em estado grave na UTI.
- Ai meu Deus. –Vanessa chorou mais ainda.
- Ela não pode vê-lo nem de longe? –Ashley perguntou já que Vanessa só sabia chorar.
- Sim, ela pode.
- Eu quero. –Vanessa falou com a voz tremula. O medico a guiou por um enorme corredor entrando em um elevador, o Doutor apertou o terceiro andar e assim que as portas se abriram eles saíram.
- Ele está ali, infelizmente só permitida a entrada de enfermeiros ou médicos no quarto mas você pode vê-lo através da janela.
Vanessa caminhou ate a janela e corou mais ainda ao ve-lo ali deitado e rodeado de aparelhos, com fios e mais fios ligados ao corpo.
- Por favor, meu amor não me deixa. –Vanessa pedia baixo entre os soluços. Ashley a amparava abraçando-a de lado. – Diz que isso é um pesadelo Ash. –ela pediu.
- Eu sinto muito amiga. –Ashley falou deixando as lagrimas escorrerem por seu rosto. As duas ficaram ali ate o que o médico as “expulsaram” de lá.
- Por quanto tempo ele vai ficar assim? –Vanessa perguntou olhando para o medico.
- Não sabemos, ele pode acordar hoje mesmo, daqui a alguns meses ou daqui a alguns anos.
Ao ouvir isso Vanessa chorou mais ainda, não ela não podia passar tanto tempo longe dele, ela não poderia e não conseguiria viver sem o seu amado.
- Vamos para casa pequena. –Gina insistia. A essa altura os pais da morena já estavam sabendo do acontecido ate porque Ashley havia ligado. Já era noite e Vanessa fez questão de passar o dia inteiro no hospital.
- Não mãe eu quero ficar. –Vanessa insistiu.
- Mas não vai adiantar muita coisa você ficar. –Gina tentou convence-la.
- Eu não posso deixar ele aqui sozinho. –Vanessa falou aos prantos.
- Vai pra casa pequena e eu fico aqui ok? –Greg falou se ajoelhando em frente à filha. –Toma um banho, come alguma coisa, descanse e amanha você volta ok?
- Pai…
- Vai Vanessa, ate porque eu duvido muito que quando o Zachary acordar vá querer receber a namorada dele parecendo uma morta-viva. –Greg falou sorrindo fraco.
- Promete que me liga? –Vanessa o olhou.
- Prometo. –ele beijou o topo da cabeça da filha e a mesma saiu sendo seguida pela mãe e pela a amiga.
O caminho de volta pra casa foi silencio, só era possível ouvir o choro baixo de Vanessa. Assim que chegaram Vanessa subiu para o quarto, seus olhos estavam vermelhos e ardendo, sua cabeça assim como o seu corpo pesavam, tudo o que ela queria era tomar um banho e dormir para que quando acordasse no dia seguinte restasse apenas a lembrança de um sonho ruim.
- V? –Ashley chamou já que a porta do quarto estava fechada, a morena levantou da cama e abriu a mesma. – Trouxe isso pra você comer. –Ashley assim como Vanessa já tinha tomado um banho e estava pronta para dormir.
- Obrigada Ash. –Vanessa forçou um sorriso. – Mas estou sem fome.
- Vai ficar tudo bem amiga.
- Por que logo agora? –Vanessa perguntou com os olhos lagrimejados. –Não ela não seria capaz. –Vanessa falou lembrando de Giovanna.
- Ela quem? E seria capaz de que? –Ashley perguntou confusa.
- A Giovanna, será que ela tem alguma coisa a ver com tudo isso?
- Bom se tem logo, logo a policia saberá.
- Como assim?
- A sua mãe  esta no telefone e eu acho que é conhecido dela que trabalha lá.
- O tio Henri. –Vanessa a olhou. – Não é bem meu tio, é apenas amigo um velho amigo dos meus pais.
- Então pelo o que eu escutei os freios do carro foram cortados e isso causou o acidente.
- Eu vou atrás daquela vadia. –Vanessa falou com raiva.
- Então descanse para dá uns bons tapas na cara dela. –Ashley falou rindo.
Vanessa custou a dormi só conseguiu mesmo quando o dia já estava amanhecendo, Gina sabia o quanto a filha estava exausta e sem condições alguma de ir para o colégio então deixou a garota dormi em paz.
A morena abriu os olhos porem os fechou quando sentiu a claridade incomodar os mesmo, esperou mais um pouco e abriu novamente sua cabeça ainda pesava e seu corpo ainda doía, levantou com uma certa dificuldade e caminhou ate o banheiro, tirou a roupa e entrou no box ligando o chuveiro e deixando a agua gelada cair sobre o seu corpo. Depois de devidamente arrumada  desceu as escadas indo pra cozinha encontrando Ashley e a mãe.
- Bom dia? –o que era pra ser um comprimento saiu mais como uma pergunta afinal a morena não tinha nenhuma noção de que horas eram.
- Boa tarde. –Ashley falou sorrindo fraco.
- Boa tarde pequena.
- Mãe o que o tio Henrri disse? –Vanessa olhou para mãe. –Ele descobriu alguma coisa?
- Não e ele precisa falar com você.
- Comigo?
- É, ele é praticamente da família então eu contei que vocês estão namorando. –Vanessa a olhou assustada. –Calma ok? Ele não vai falar nada e é por isso que vai falar com você sem que os outros saibam.
- Tudo bem. –Vanessa suspirou. –Eu vou pro hospital.
- Espera Vanessa come alguma coisa. –Gina gritou.
- Eu vou com ela tia e farei com que ela coma alguma coisa. –Ashley levantou correndo e entrando no carro.
Assim que chegaram ao hospital, Vanessa buscou por informações e diferente do dia anterior ela conseguiu uma liberação para entrar no quarto dele. Assim que entrou caminhou com passos lentos para ao lado dele, segurou em uma das mãos dele e se aproximou dos lábios do mesmo depositando um selinho demorado.
Após se afastar ficou ali por longos minutos o olhando e em sua mente só vinha os momentos bons em que os dois passaram juntos, ela lembrava daquele sorriso enorme estampado no rosto dele e sorriu.
- Volta pra ficar comigo meu amor. –Vanessa sussurrou próximo ao ouvido deixando algumas lagrimas caírem.
- Vanessa? –o Medico a chamou. –Está na hora. –ele falou e a morena pediu mais alguns minutos.
- Eu volto mais tarde meu amor. –Vanessa sussurrou antes de colar seus lábios no dele mais uma vez. –Eu te amo. –ela sussurrou novamente e sentiu o mesmo apertar a sua mão.
- Ele apertou a minha mão Jim! –Vanessa falou feliz da vida com o medico assim que saiu do quarto.
- O que?
- Eu falei que o amava e ele apertou a minha mão, não foi um aperto forte mas ele apertou.
- Isso é um ótimo sinal. –ele falou sorrindo. –Vamos dá uma ou duas horas de descanso para ele e você entra de novo par ver se ele repete o ato ok?
- Tudo bem. –ela falou sorrindo largo. –Eu só preciso resolver umas coisas antes e volto.
- Tudo bem. –ele sorriu fraco e Vanessa saiu logo em seguida.
- Então como ele tá? –Ashley perguntou assim que a morena chegou perto.
- Ele apertou a minha mão Ashley. –ela falou sorrindo largo e deixando algumas lagrimas de felicidade molhar a sua face.
- Isso quer dizer que ele acordou?
- Não, ele ainda não acordou, mas isso que quer dizer que ele consegue me ouvir entende? Eu falei que o amava e ele respondeu apertando a minha mão.
- Eu disse que ia ficar tudo bem. –Ashley falou sorrindo e Vanessa sorriu junto porem a morena desfez o sorriso e Ashley se virou e entendeu o motivo do olhar de raiva da amiga. –Por que ela tá aqui?
- Não sei, mas ela vai sair. –Vanessa caminhou em direção a Giovanna. –Vai embora. –Vanessa a olhou seria.
- Comprou o hospital e eu não tô sabendo?
- Eu sei muito bem que tem dedo seu nesse acidente.
- Prova. –Giovanna se aproximou mais.
- Com certeza eu vou. –Vanessa a encarou. –Agora você sai daqui ou quem vai precisar de atendimento é você.
- Você não vai ficar com o Zachary, não depois desse acidente. –Giovanna falou soltando um sorrisinho e saindo logo em seguida.
- Eu sabia que tinha dedo dessa vadia no meio. –Vanessa falou irritada.
- Como é eu você vai prova isso?
- Eu ainda não sei, mas ela vai pagar pelo que fez.
- Vamos pensar nisso depois ok? –Ashley a olhou. –Agora vamos comer porque eu prometi a tia Gina que faria você comer alguma coisa. –Ashley a arrastou ate a lanchonete do hospital.


****


Os dias passaram sem muitas novidades, Jim continuou liberando a entrada de Vanessa no quarto de Zachary porem eram poucas as vezes que ele reagia sempre que Vanessa dizia algo. Durante todos esses dias Vanessa estranhou o fato da Ashley está ao seu lado e não Selena, ela e Ashley eram sim amigas, mas a relação entre Selena e Vanessa era maior, as duas se entendiam mais, a Ashley era como uma mãe pronta pra dá conselhos e tirar das confusões onde as mesmas se metiam.
Vanessa ate que tentou descobrir algumas, tentou descobrir se Giovanna tinha alguma coisa ver, mas ela não conseguiu nada, se tinha dedo dela nessa historia ela fez tudo certo e sem deixar qualquer pista. Era sexta-feira e assim como nos últimos dias ela levantou, tomou um banho e se arrumou, iria para o hospital, ou melhor, ela sempre ia desde o acidente a morena sempre tirava ótimas notas então não tinha com o que se preocupar com o fato de está perdendo aula.
- Bom dia. –ela falou apoiando os braços na mesa e abaixando a cabeça. A mesma estava cansada de sua rotina passando horas e mais horas no hospital estava cansada de noites mal dormidas porem não iria deixa-lo e viveria assim ate que ele melhorasse.
- Tem certeza que quer ir para o hospital? –Gina falou colocando uma xicara de café na frente dela.
- Não. –ela levantou sentando corretamente. –Mas eu preciso.
- A Ashley ligou. –Gina sentou ao lado dela. –Disse que lhe encontra lá ok? –Vanessa assentiu que sim. –E a Selena? Vocês brigaram?
- Não sei o que está acontecendo com ela. –Vanessa fez espremeu os lábios. –Desde o dia em que o Zachary sofreu o acidente ela anda me evitando.
- Estranho. –Gina franziu o cenho.
Vanessa apenas balançou a cabeça e começou a comer, quando terminou seguiu para a garagem e antes de dar a partida viu seu celular vibrar em seu bolso, pegou o mesmo e viu que era uma nova mensagem.
“Tenho ótimas noticias, assim que chegar me procure”. - Jim
Vanessa sorriu e deu  partida indo o mais rápido possível para o hospital, estacionou o carro e entrou indo ate a recepção, a mesma ruiva que lhe atendeu no primeiro dia pediu para que ela aguardasse alguns minutos pois iria chamar Jim.
- Vanessa. –Jim a chamou fazendo um sinal para que ela o seguisse.
- O que houve? –Vanessa perguntou enquanto caminhavam lado a lado pelo corredor ate então desconhecido para Vanessa.
- Hoje quando eu fui ver o Zachary eu e todos que cuidavam dele tiveram uma surpresa.
- Fala de uma vez. –Vanessa falou dando leves tapas no braço do rapaz.
- Veja você mesma. –ele parou na frente de uma porta com um numero “206” escrito na mesma, Jim abriu a porta e Vanessa o viu lá sentado na cama olhando fixamente para a tv.
Vanessa sorriu largo ao vê-lo ali sentado e aparentemente bem, uma felicidade enorme tomou conta do seu mundo e antes de entrar olhou para Jim.
 - Ele esta bem não está? –ela perguntou esperando ouvir um “sim” como resposta.
- Aparentemente sim. –Jim sorriu. –Fiz algumas perguntas e ele respondeu com toda a clareza, mas para ter cem por cento de certeza eu tenho que fazer alguns testes.
- Por quê?
- Ele bateu a cabeça com muita força e dependendo do resultado possa ser que ele tenha perdido a memoria.
- O que? –Vanessa praticamente gritou atraindo a atenção de Zachary que se virou olhando para porta.
- Vanessa? –ele a chamou com cenho franzido.
Vanessa sorriu largo ao ouvir seu nome sendo pronunciado por aquela voz rouca que antes há dois anos ela julgava ser insuportável, hoje era impossível passar um dia se quer sem ouvi-la e ficar tanto tempo sem ouvir uma palavra se quer dita por ele foi torturante.
A morena olhou para Jim e o mesmo lhe lançou um olhar confiante, ela caminhou em passos lentos para o lado dele onde parou e sorriu largo.
- Você lembra-se de mim? –ela o olhou sorrindo e com os olhos marejados.
- Claro. –ele falou sorrindo. – Você é a Vanessa Hudgens, não é?
- Isso eu sou a…
- Minha aluna. –ele a interrompeu. –E pelo o que eu me lembro a minha assistente certo? – ao ouvir isso o sorriso nos lábios de Vanessa sumiu e a morena se controlou para não desabar ali mesmo.
- Eu preciso ir. –Vanessa falou respirando fundo.
- Já? –ele perguntou e ela assentiu que sim. – Você vai voltar?
- Claro. –ela falou sorrindo. –Eu ainda sou a sua aluna implicante. –ela falou e ele riu. – Tchau Efron. –ela pegou de leve na mão dele e viu um sorriso bobo surgir nos lábios do mesmo.
- Tchau Hudgens. –ele falou sorrindo a olhando se afastar.
Por algum motivo Zachary se sentiu mais vivo do que nunca naqueles poucos minutos ao lado da morena, ele sabia que tinha alguma coisa a mais e fazia um esforço pra lembrar porem foi em vão, ele não se lembrava de absolutamente nada depois do dia em que soube que Vanessa era a sua assistente, ele só sabia que ela o completava e o fazia bem de alguma forma.
- Ele não lembra Jim. –Vanessa falou deixando as lagrimas rolarem. –Pra ele eu sou só mais uma aluna.
- Vanessa essa perda de memoria pode ser passageira ou não. –Jim a olhou. –Ele pode sim voltar a lembrar de tudo porem força-lo a lembrar de algo pode piorar a situação dele entende?
- Sim, eu tenho que ter calma e paciência.
- Exatamente. –Jim sorriu lhe passando confiança. –Pense positivo, ele lembra de você.
- Obrigada Jim. –Vanessa forçou um sorriso e saiu logo em seguida, ao chegar na recepção viu Ashley sentada lhe esperando, a morena caminhou ate a amiga e abraçou deixando as lagrimas molharem seu rosto.


****


Mesmo com Zachary não se lembrando realmente sobre oque aconteceu entre ele e Vanessa, o mesmo se sentia feliz sempre que via aquela mulher baixinha de pele branca, cabelos morenos e cacheados, com aqueles olhos chocolate que ele tanto gostava passar pela porta do seu quarto com um enorme sorriso no rosto.
O moreno olhou para o relógio na parede que marcava duas horas e trinta minutos, “ela já devia ter chegado”, Zac falou mentalmente. A morena sempre chegava por volta de uma ou duas horas da tarde.
- Que foi Zachary? –Giovanna perguntou ao notar que ele não parava de olhar as horas passando.
- Nada. –ele falou sem desviar o olhar do relógio. Ele lembrava sim do seu termino com Giovanna, mas segundo ela os dois haviam conversado e voltado uma semana depois, ele não constatou afinal não se lembrava de nada mesmo.
O resto da tarde passou e nem sinal dela, era cinco horas o que significava que as visitas do dia estavam encerradas. Ele bufou um tanto irritado de ter passado o dia sem vê-la.
- Infelizmente eu tenho que ir. –Giovanna falou levantando e seguindo ate o mesmo lhe deu um selinho rápido e saindo.
O moreno seguiu ate o banheiro e tomou um banho rápido, vestiu uma bermuda e uma blusa de mangas compridas por conta do frio que fazia no local, as únicas distrações do moreno era uma tv e um dvd que tinha ali e o seu Iphone já que Nick fez um enorme favor de comprar um novo e levar para o amigo.
- Oi. –ah aquela voz, aquela voz suave e doce que ele esperou para ouvir durante o dia inteiro, finalmente ecoou pelo quarto silencioso.
- Vanessa. –ele falou sorrindo largo e a acompanhando com o olhar observando a mesma ir ate a sua direção. –Achei que não iria te vê mais hoje e por falar nisso como conseguiu entrar?
- Desculpe, a minha mãe e a Ashley insistem em fazer uma festa de aniversario no mês que vem e eu tive que correr atrás de algumas coisas. –ela parou ficando em pé ao lado dele. –E digamos que entrei com a ajuda de um anjo da guarda.
- Aniversário? –ela assentiu. –É o seu?
- Infelizmente. –ela abriu sua bolsa procurando algo, retirou da mesma um envelope rosa e preto e estendeu para que ele pegasse. –Espero que você possa ir. –ela falou sentando na cama ao lado dele.
- Eu vou. –ele falou sorrindo e a olhando. –Tenho boas noticias.
- Fala. –Vanessa o olhou.
- Amanhã eu vou finalmente sair daqui. –ele sorriu largo.
- Vou voltar a infernizar a sua vida? –Vanessa perguntou se referindo ao colégio.
- Você vai esperar um pouco mais. –ele falou rindo. –Por conta da minha perda de memoria o Jim acha melhor eu me afastar um pouco do trabalho. –ele falou e viu o sorriso no rosto de Vanessa sumir. – Eu queria tanto lembrar do que aconteceu. –ele falou fazendo um bico.
- Você vai se lembrar. –ela falou abaixando o olhar.
- Vanessa? –ele a chamou e colocou a mão sobre a dela, Vanessa sorriu fraco com o ato e o olhou. –Não consigo parar de pensar em você. –ele esperou por alguma resposta e ela apenas sorriu largo. –Eu tenho que fazer uma coisa. –ele colocou uma mecha do cabelo dela atrás da orelha, segurou firme na nuca da morena se aproximou lentamente dos lábios dela. Roçou seus lábios nos dela e involuntariamente sorriu ao sentir aquele pequeno contato entre os seus lábios e os dela, sem mais enrolação ele finalmente selou os lábios nos dela dando inicio a um beijo calmo, ambos matando a saudade que um sentiam do outro.
- Vanessa me desculpe, eu não deveria. –Zachary disse depois de apartarem o beijo.
- Relaxa Zachary. –ela falou sorrindo ao ver que ele tinha o rosto vermelho, provavelmente envergonhado.
- Eu sou seu professor…
- Pra falar a verdade não é mais. –ela o interrompeu.
- Que seja você é menor de i…
- Isso até mês que vem. –ela o interrompeu. – Não precisa ficar nervoso ok?
- É que eu precisava, é como se eu precisasse fazer isso pra me manter vivo.
- Você está me vendo irritada ou querendo lhe matar? –ela perguntou o olhando. O moreno balançou a cabeça em negação e a morena continuou. – Então pare de pedir desculpas.
- Isso não vai se repeti.
- Que seja. –ela falou rindo.
- Me desculpe mais uma vez.
- Se você pedir desc…
- Desculpa. –ele falou rindo para provoca-la.
- Cala a boca. –ela pegou o travesseiro e jogou na direção do mesmo.
- Delicada como uma princesa. –ele falou rindo.
- E eu sou tá? –ela fez uma carinha fofa.
- Ah claro se você não fosse o motivo do meu estresse no colégio.
- Eu? Claro que não. –ela falou rindo. –Você que sempre fazia questão de encher meu saco ok?
- Ah. –ele riu fingindo está surpreso. – Você que era a insuportável e eu que enchia seu saco?
- Tá eu confesso. –ela riu. –Quase nunca eu era insuportável.
- Quem não te conhece que te compre Hudgens. –ele falou rindo.
Os dois ficaram ali horas e mais horas conversando e lembrando-se de algumas implicâncias que um fizera com o outro, até que pegaram no sono ali mesmo com Zac deitado e Vanessa com a cabeça apoiada em seu peitoral e um braço envolvido na cintura dele.
- Zachary? –Jim o chamou abrindo a porta. Zac despertou um pouco assustado e ao se mexer sentiu o braço de Vanessa lhe abraçar mais forte, ele sorriu fraco e olhou para Jim. –Desculpe, achei que já estivesse de pé. –ele sorriu sem graça.
- Que horas são? –Zachary perguntou com a voz rouca.
- Quase dez. –Jim olhou para o relógio no pulso. – Acho que alguém vai está encrencada por ter dormido fora. –ele olhou para Vanessa que ainda dormia.
- Vanessa? –ele chamou baixo e a mesma resmungou algo como “só mais cinco minutos.” Jim e Zachary riram. –Vanessa. –ele chamou mais uma vez e ela fez um bico.
- Ela não vai acordar. –Jim falou rindo. – Só passei aqui pra dizer que você está liberado ok?
- Ainda bem, não aguentava mais ficar aqui.
- Mas lembre-se. –Jim o olhou. – Nada de muito esforço ok? E aqui está a receita de um remédio caso você sinta dores de cabeça. –ele lhe estendeu o papel. –E eu espero não te ver mais por aqui rapaz. –Jim lhe olhou com um sorriso no rosto e indo ate a porta. –Cuide-se e cuide bem dela. –ele sorriu mais uma vez e sorriu.
“Cuide-se e cuide bem dela.” Zachary franziu o cenho confuso, como assim “cuide bem dela?”, ele teria mesmo que cuidar? Não sabia ao certo se sim ou não, só queria tê-la mais perto de si.
- Vanessa? –ele chamou mais uma vez balançando-a de leve. –Acorda dorminhoca. –ele falou rindo.
- Ah meu amor me deixe. –ela resmungou ainda de olhos fechados e meio sonolenta.
- Amor? –ele perguntou a si mesmo em tom baixo. Por que ela o chamaria de amor? Talvez estivesse sonhando com alguém, um namorado provavelmente. –Não Vanessa acorda vai, eu quero ir pra casa.
- Ok. –Vanessa sentou-se com um bico enorme. –Acordei tá bom. –ela falou com raiva, odiava o fato de ser acordada.
- Já era hora. –ele falou rindo por conta do estresse dela.
- Ah ainda estamos aqui. –ela falou olhando em volta.
- Não por muito tempo. –ele sorriu largo. – Já posso ir embora.
- Então vamos logo. –ela ia levantar porem ele a puxou pelo braço fazendo a mesma cair sobre seu peitoral. –Me responde uma coisa? –ele a olhou ela assentiu. –O que aconteceu de verdade entre nós dois?
- Como assim? –ela se fez de desentendida. É claro que a morena tinha uma enorme vontade dizer tudo porem Jim a alertou diversas vezes que força-lo a lembrar poderia não se a melhor opção no momento, não agora já que ele tinha acabado de sair de um coma.
- Agora a pouco você me chamou de amor. –ele a olhou nos olhos. –Isso tem algum sentido?
- Não sei. –ela o encarou. – Quando a sua memoria voltar essa pergunta será respondida.
- E se não voltar?
- Vai voltar, eu sei que vai. –ela sorriu fraco. –Agora faça o que tenha que fazer e vamos logo sair daqui porque eu estou com fome.
- Sim senhora! –ele bateu continência e a morena riu.


****


- É claro que deu certo. –a mesma pessoa olhava para Giovanna. –Ele não perdeu a porra da memoria?
- Perdeu é claro que perdeu, mas ele ainda sente alguma coisa por ela e mais cedo ou mais tarde ele vai lembrar. –Giovanna gritou.
- Para de gritar. –ordenou. –Isso não vai acontecer e se acontecer ela estará comigo.
- Ah tá como se isso fosse impedimento algum. –Giovanna olhava seria. – Todo esse tempo e você não conseguiu se quer alguma coisa realmente serio  com ela.
- Será diferente ok? –falou e viu Giovanna revirar os olhos. -E você também tem que segurar o Zachary.
- Eu farei o que eu posso.
- Você tem que fazer ate o impossível.
- Que seja, eu vou indo preciso vê-lo.
- Mais tarde eu vou à casa da Vanessa e tentar descobrir alguma coisa.
- Ok. –Giovanna falou e saiu logo em seguida.
Não demorou muito e logo ela estacionou o carro entrando no hospital, caminhou ate a ruiva de sempre e retirou os óculos do rosto.
- Bom dia, posso ajuda-la? –a ruiva sorriu simpática.
- Eu quero ver o Zachary Efron , o numero do quarto é duzentos e seis.
- Desculpe senhora mas aqui consta que ele já recebeu alta. –a ruiva falou olhando para o monitor de seu computador.
- Impossível. –ela falou irritada. –Ele deve está ai ainda.
- Não, ele não está. –Jim falou parando atrás dela.
- Como assim? Ele nem me ligou.
- É porque ele saiu ao lado da pessoa que ele realmente ama e que é a verdadeira namorada dele.
- Eu sou a namorada dele.
- Não é. –Jim a encarou. – E nós dois sabemos muito bem disso, você está apenas se aproveitando dessa perda de memoria, mas você sabe muito bem que mesmo ele acreditando está com você é a Vanessa que ele ama de verdade.
- Eu não vou ficar aqui ouvindo você falar besteira. –ela passou por ele pisando forte.
- Mais cedo ou mais tarde ele vai se lembrar de tudo. –Jim falou um pouco mais alto para que ela pudesse ouvir.







Hey Meninas ,
Eu volteiiiii depois de séculos eu seii,ai está mais um capítulo espero que gostem e comentem muiiiiiitoooo viu,espero que não me abandonem porque eu posso demorar mas sempre vai ter capítulo viu
Bom é isso até qualquer hora momento
muchos besos
xoxo

2 comentários:

  1. Não sei mais se tenho coração depois desse capítulo
    Essa Giovanna é uma vadia fdp
    Sério que a Selena tá ajudando ela????
    Quero que o Zac lembre da V logo
    Posta mais amr e não demora
    Xx

    ResponderEliminar
  2. Ai deus a Selena o q ta acontecendo com ela? Eu peco pra q rla n seja cumplice da Giovana essa FDP desgracada me bota nessa historia q eu mato ela q odio espero q o Zac se recupere e se lembre logo da V posta mais flor xoxo

    ResponderEliminar