terça-feira, 10 de novembro de 2015

Capítulo 8

- Idiota. –Zac falou fazendo um bico. – Tem noção do quanto eu corri pra chegar aqui o mais rápido possível? –a morena estava sentada ao lado dele e com as pernas no colo do moreno, eles estavam no fundo da casa onde era quase impossível ouvir qualquer barulho.
- Veio porque quis. –ela falou segurando a risada.
- Ah é? –ele a olhou. – Quer dizer que eu corri risco de vida por que eu quis? –ele fez um bico.
- Você fica tão lindo com esse bico. –ela falou se aproximando e dando selinhos nele, que não demorou muito para se tornar um beijo. –Eu acho melhor você ir. –Vanessa falou depois de apartar o beijo.
- Agora morena?
- Agora, não vamos abusar da sorte né?
- Ok, eu vou com uma condição. –ele a olhou.
- Que seria?
- Dorme lá amanhã?
- Tá carente hein?
- O que posso fazer se eu fico excitado só de pensar em você?
- Zachary. –ela lhe deu um tapa fraco.
- Ai. –ele passou a mão no braço. – É verdade ué, antes você do que outra mulher.
- Engraçadinho. –Vanessa fingiu rir.
- Então dorme ou não?
- Sábado ok?
- A gente se vê amanhã pelo menos? –ele perguntou desistindo da ideia de dormi com ela.
- É claro.
- Então eu vou antes que o meu sogro ou a minha sogra acorde. –ele falou se gabando.
- Idiota. –Vanessa revirou os olhos.
- Mas antes de ir eu quero um beijo é claro. –ambos riram e ele a puxou pela cintura colocando o seu corpo ao dela e iniciando um beijo.
Vanessa dormiu mais feliz do que nunca, finalmente poderia respirar aliviada sem que o medo de que seus pais descobrissem do seu namoro com Zachary tomasse conta de si.
A morena levantou pela manhã  tomou um banho, fez suas higienes matinais, se arrumou e desceu logo em seguida indo para a cozinha encontrando Gina.
- Bom dia amor da minha vida. –ela falou dando um beijo estalado na bochecha da mãe e a abraçando logo em seguida.
- Bom dia pequena. –ela falou sorrindo  ao ver a felicidade da filha, retribuindo o beijo e o abraço. –Como está se sentindo?
- Acho que eu sou a pessoa mais feliz do mundo. –ela sorriu largo. – E o meu pai?
- Percebesse, logo pela manha e você distribuindo felicidade. –Gina falou rindo. – E respondendo a sua pergunta, ele já saiu disse que tinha umas coisas pra resolver. –Gina colocou algumas coisas sobre a mesa e sentou-se ao lado da filha observando a mesma se servi. –Então já decidiu onde será a sua festa de aniversario?
- Tem que ter mesmo uma festa? –ela falou fazendo uma careta. A morena odiava dar festas de aniversario, ela era mais do tipo que adorava ir para as festas.
- Claro, é dezoito anos.
- Uma idade sem importância como outra qualquer.
- Nada disso, tem muita importância. –Gina a olhou. – Você poderá ser presa. –Gina riu e Vanessa a acompanhou.
- Às vezes eu acho que você não é a minha mãe. –Vanessa controlou a risada e a olhou. –Me conta a verdade vai? –ela pediu.
- É realmente eu te achei na rua. –Gina falou rindo.
- Nossa que triste. –Vanessa falou fazendo uma cara triste.
- Nada disso. –Gina falou dessa vez seria. – Eu agarrei você na minha barriga por nove meses, passei por cada coisa pra ficar com você.
- Eu sei mãe, e é por isso que eu amo tanto você e o meu pai.
- Tá agora chega de ficar falando do passado e anda logo antes que você se atrase. –Vanessa riu e terminou de comer saindo logo em seguida.


*****

- Bom dia meu querido amigo.- Zachary falou assim que entrou na sala dos professores, ainda era um pouco cedo e por conta disso o local ainda estava vazio.
- Olha só, acho que alguém viu um passarinho verde. –Nick riu.- Posso saber o motivo de tanta felicidade?
- Finalmente eu e a Vanessa estamos livres e desimpedidos. –ele sorriu largo.
- Como assim? –Nick perguntou confuso.
 - Ela finalmente falou com os pais.
- E isso não deu nenhum tipo de confusão?
- Teve, claro que teve mas agora esta tudo resolvido.
- Parabéns meu irmão. –ele o abraçou. – E estava na hora já, porque ouvir você se lamentando não era nada engraçado.
- Obrigado por me ouvir. – ele falou sorrindo.
- E a Giovanna? Como é que ela fica nessa historia? –Nick perguntou ao se lembrar da conversa que teve com o amigo sobre as ameaças dela.
- Não vou deixar aquela maluca atrapalhar a minha vida com a Vanessa.
- Bom se precisar de alguém para dar um sumiço naquela maluca pode contar comigo, é só dizer dia e a hora. –Nick riu.
- Muito obrigado por se oferecer. –Zachary falou rindo. – E você e a Selena? Como estão?
- A Sel tá estranha.
- Como assim?
- Ela anda me evitando e quando estamos juntos só brigamos.
- Conversa com ela cara. –Zachary o aconselhou. –Tenta saber o que tá rolando.
- Eu já tentei mas ela não quer falar de jeito nenhum, vive dizendo que não é nada, que é assunto dela.
- Dá um tempo e tudo vai se resolver.
- Às vezes eu acho melhor terminar tudo de uma vez, mas eu amo aquela maluca e não consigo mais imaginar viver a minha vida longe dela.
- Realmente pode não ser nada Nick.
- Eu só quero que tudo volte a ser como era. –ele falou e voltou a se concentrar no assunto de sua aula.

****

Assim que Vanessa chegou à porta do colégio avistou Ashley e Selena, a morena caminhou ate as amigas e sorriu fraco ao ver Austin atrás delas porem um pouco mais não muito afastado delas, o garoto retribuiu o sorriso e a  observou por alguns minutos mas logo voltando para a sua conversa com os amigos.
- Bom dia minhas lindas, bom dia sol, bom dia vida. –Vanessa falou sorrindo largo e depositando beijos no rosto das amigas.
- Ashley me belisca aqui porque eu tô sonhando. –Selena falou surpresa ao ver a amiga tão feliz e justamente pela manha.
- Eu já ia mandar você fazer o mesmo. –Ashley falou olhando para irmã e depois para Vanessa.
- Ah gente o que tem demais em acordar um pouco feliz?
- O problema é que estamos falando da sua pessoa minha querida. –Selena falou rindo.
- Vai fala logo o motivo dessa felicidade toda. –Ashley a olhou.
- Minha querida e linda mãe, falou com meu lindo e querido pai ontem.
- E pelo tamanho da sua felicidade, seu pai desistiu de mandar você para Nova York não foi? –Selena perguntou.
- Sim, mas não foi só isso. –ela sorriu largo.
- OMG, não vai dizer que ele… –Ashley falou e mesmo sem completar a morena entendeu e assentiu que sim. – Ai amiga. –Ash gritou e começou a dar pulinhos.
- Alguém me explica? –Selena pediu olhando as duas comemorando sem entender nada.
- Ai meu Deus como você é lerda Selena. –Ashley parou e olhou para a irmã. – Acorda Selena. –ela deu um tapa fraco na testa da irmã. –O tio Greg aceitou.
- Aceitou o que? –ela fingiu não entender e Ashley e Vanessa a fuzilaram com o olhar. – Eu tô brincando ok? Não precisa olhar assim. –ela falou rindo. –Ai amiga finalmente. –Sel a abraçou.
- É só que mesmo com os seu pais sabendo, mais ninguém pode saber. –Ashley a alertou.
- É eu sei. –Vanessa fez um bico. – Mas isso vai mudar mês que vem. –ela sorriu ao se lembrar que em breve faria dezoito anos.
- Por falar nisso vamos começar a pensar nessa festa né dona Vanessa Anne? –Selena a olhou.
- Vamos só que mais tarde, agora eu tenho aula de geografia. –ela sorriu. – Beijos e ate depois. –ela falou se afastando e soltando beijos no ar.

*****

- Como assim o pai dela mudou de ideia? E o pior como ele pode aceitar tão fácil a porra desse namoro? –Giovanna falou irritada.
- Eu também queria saber. –seu “braço direito” a olhou.
- Eu preciso ir falar com essa garota.
- Suas ameaças não vai mais adiantar nada, mês que vem aquela vadia completa dezoito anos e mesmo que ela seja aluna do Efron e o namoro deles não será considerado um crime.
- E a gente vai mesmo deixar aqueles dois juntos e felizes?
- Não. –seu braço direito soltou uma risada maliciosa. – Eu tenho um plano e se eles não se separam por bem, vão se separar por mal.
- E qual seria esse plano? – Giovanna olhou interessada e a pessoa começou a contar o que tinha em mente. –Tem certeza que isso vai dá certo?
- Claro, ele só precisa perder a memoria e ai você entra no meio dessa historia.
- E ele perdendo a memoria eu faço de tudo para acreditar que ele ainda está comigo. –Giovanna falou rindo.
- E ai sim eu fico feliz ao ver a Vanessa completamente arrasada.
- Claro que você não vai deixar a oportunidade passar de ficar com ela.
- É claro que não.
- Tá, mas quando é que você vai fazer isso?
- E por que eu tenho que fazer?
- Você não quer mesmo que eu faça né?
- Paga a alguém então, é muito arriscado se eu for mexer no carro dele.
- Ok. –Giovanna falou revirando os olhos. –Eu me viro.
-E eu tenho que ir. –a pessoa se levantou. – Contrate alguém competente ok?
- Não, eu vou contratar um idiota.
- Só faça tudo certo. –falou saindo e batendo a porta.

*****

Era noite já por volta das sete horas, Vanessa estava em seu quarto deitada sobre a cama lendo a morena ouviu seu celular tocar e se esticou um pouco ate alcança-lo já que o mesmo estava em cima do criado-mudo ao lado de sua cama.
Ligação on:
- Oi meu amor. –Vanessa falou sorrindo boba.
- Oi amor. –Zachary falou do outro lado da linha e a morena sentiu um sorriso surgi no nos lábios dele. –Queria saber se você não quer ir jantar?
- Claro que eu quero. –ela sorriu.
- Passo ai em dez minutos ok?
- Ok.
Ligação off:
- Vanessa? –Gina a chamou baixou parando na porta. –O jantar já está pronto.
- O meu pai já chegou? –ela perguntou olhando para mãe.
- Não, ele ligou e disse que iria demorar mais um pouco.
- Será que podemos esperar o Zachary? –ela falou tendo uma ideia.
- O Zachary? Por quê?
- Íamos sair, mas que tal um jantar aqui mesmo? É uma boa ideia?
- Claro que é tirando o fato de que seu pai vai morrer de ciúmes. –Gina falou rindo.
- Ele supera. –Vanessa riu. –Eu vou me arrumar. –ela foi ate o closet e escolheu uma roupa.
- Eu vou fazer o mesmo. –Gina falou se virando. –Afinal eu tenho que mostrar ao meu genro da onde você herdou essa beleza toda. –ela falou rindo e saindo do quarto.
Vanessa tomou um banho e quando saiu vestiu-se, depois de devidamente pronta ela desceu as escadas e ia direto para a cozinha porem seu caminho foi desviado ao ouvir a campainha tocar.
- Oi. –ela falou sorrindo largo ao abrir a porta e ao vê-lo ali parado.
- Você está linda. –ele falou sorrindo a puxando pelo braço beijando-a logo em seguida.
- Entra. –ela abriu mais a porta e assim ele fez, a morena fechou a porta e o arrastou ate o sofá. –Aceita fazer uma mudança de planos?
- Se essa mudança terminar com nós dois transando no final da noite eu aceito. –ele sorriu malicioso e apertou a coxa dela.
- Isso a gente ve depois. –ela falou rindo. – Que tal jantar aqui com os meus pais?
- Se o seu pai não for me matar eu aceito.
- Ele não vai, ate porque eu acho que ele te acha uma boa pessoa.
- Então vamos ficar e jantar. –Vanessa sorriu e se aproximou colando seus lábios nos dele.
Vanessa realmente estava certa, seu pai achava mesmo que Zachary era um bom homem e ele viu o quanto os dois eram felizes juntos, porem era impossível não rir toda vez que Greg olhava para os dois fazendo uma cara de ciúmes.
- Então rapaz. –Greg falou um tanto serio. Os quatro já tinham terminado de jantar e estavam todos reunidos na sala. “Por favor, não pergunte quais as intenções dele comigo, por favor, não pergunte quais as intenções dele comigo.” –Vanessa falava mentalmente. – Eu posso saber se esse namoro de vocês é realmente pra valer?
- É Senhor Hudgens. –Zachary falou sorrindo e olhando rápido para Vanessa que estava ao seu lado.
- Você deve saber que eu acho isso errado não é?
- Eu sei que sim Senhor Hudgens. –Zachary o olhou. – E eu confesso que também acho mas eu a amo, eu quero cuidar dela, eu quero poder fazer passeios românticos com essa morena. –ele envolveu o braço ao redor de Vanessa e lhe beijou o topo da cabeça. –Eu a amo de uma forma que nunca imaginei poder amar alguém.
- E eu não duvido disso rapaz, só quero ver a minha pequena feliz. –ele falou olhando para a Vanessa e sorrindo. – E se é você que a faz feliz, só tenho que desejar toda a felicidade do mundo para vocês.
- Obrigada. –ele falou rindo.
- Obrigada pai. –Vanessa sorriu boba o olhando.
- Vamos subir né amor? –Gina falou levantando. – Vamos deixar o casal namorar em paz.
- Subir? E deixar os dois aqui?
- Pai. –Vanessa falou rindo.
- O que? Eu aprovei o namoro, mas eu ainda sinto ciúmes.
- Greg vamos logo. –Gina o puxou fazendo o mesmo levantar.
- Juízo. –ele falou com a cara fechada. –E mesmo estando lá em cima eu estou de olho em vocês. –Vanessa riu alto e Gina o puxou fazendo o mesmo subir as escadas de uma vez.
- Viu você sobreviveu. –Vanessa falou se ajeitando e colocando as pernas em cima da de Zachary.
- Isso porque o seu pai não tem super poderes. –Zachary a olhou. – Garanto que se ele pudesse me mataria apenas com o olhar.
- Exagerado. –Vanessa falou rindo.
- Jogado aos teus pés eu sou mesmo exagerado. –ele cantou totalmente fora do ritmo.
- Definitivamente cantar não é o seu dom.
- É sim que ver? –ele forçou uma tosse. - Amor da minha vida daqui até a eternidade. –ele começou e Vanessa riu alto.
- Você realmente não sabe cantar.
- Fiquei magoado agora. –ele fez um bico.
- Awn. –Vanessa falou apertando as bochechas dele e o enchendo de selinhos o que não demorou para se tornar um beijo de verdade.
As mãos de Zac percorriam todo o corpo da morena e ao chegar ate os seios da mesma ele apertou e como resposta ganhou um gemido manhoso.
- Vamos subir morena? –ele pediu após se afastar.
- Que tal sua casa? –ela o olhou sorrindo maliciosa.
- Só se for agora. –ele levantou e arrastou. Vanessa nem se deu ao trabalho de ao menos avisar aos pais que estava saindo. Os dois entram no carro com uma rapidez absurda, e não demorou muito para que Zachary finalmente chegasse a casa dele. Assim que passaram pela porta Zachary prensou Vanessa na mesma e ela gemeu baixo.
A morena pulou no colo dele rodeando as pernas na cintura do mesmo. Zachary caminhou ate o sofá e a colocou deitada ali mesmo. Estava louco demais, estava excitado demais para perder tempo subindo as escadas.
O moreno retirou a blusa da morena deixando a amostra os seios da mesma já que ela não usava sutiã, Zachary se aproximou e abocanhou um deles enquanto massageava o outro.
- Oh Zaaac. –Vanessa gemeu baixo semicerrando os olhos.
Depois de se deliciar por ali ele trilhou um caminho de beijos ate chegar a saia da mesma que foi arrancada de seu corpo. Zac abaixou-se mais um pouco e começou a retirar a calcinha da morena com os dentes mesmo e a olhando ao mesmo tempo, com uma cena dessas foi impossível conter um gemido.
O moreno depositou um beijo na intimidade dela e logo em seguida ouviu um gemido alto ecoar ao sugar o clitóris da mesma com uma certa força, Zac penetrou um e logo em seguida dois dedos na morena. Com os movimentos dos dedos ali lhe estocando e com Zac a chupando não demorou para que Vanessa se derretesse nos lábios do moreno.
Zac sorriu satisfeito e Vanessa tinha o mesmo sorriso nos lábios, o moreno subiu e tomou os lábios dela com um beijo. Em um movimento rápido Vanessa inverteu as posições, ou melhor, o colocou sentado e sorriu maliciosa ao se ajoelhar na frente dele e abrindo as pernas do mesmo.
- Minha vez Efron. –ela falou dando outro sorrisinho malicioso enquanto retirava a calça jeans do mesmo. Não demorou e Zac sentiu a boca da morena em seu membro rígido.
- Oh Vanessaa… –ele gemeu fechando os olhos com força. Zac entrelaçou os dedos no cabelo da morena onde ele segurava firme e a ajudava com os movimentos de vai e vem a incentivando-a a não parar.
Alguns minutos ali e Zac sentiu seus espasmos gozando logo em seguida, Vanessa sorriu satisfeita e subiu sentando no colo dele sem deixar que a penetração acontecesse, o beijou com volúpia e o mesmo levou as mãos ate a cintura dela.
O moreno há ergueu um pouco a fazendo sentar sobre o seu membro arrancando um gemido manhoso da morena. Zac começou a se movimentar devagar porem os movimentos logo ganharam velocidade e ambos gemiam alto.
- Mais rápido… –Vanessa pediu entre os gemidos e assim ele fez, aumentou o ritmo das estocadas e não demorou muito para que ambos gemessem alto novamente chegando ao clímax juntos. Zachary deitou sobre o sofá colocando Vanessa deitada sobre o seu peitoral ficando ali por alguns minutos ate recuperarem o ar.
[…]
- Tá com fome? –Zachary perguntou olhando para Vanessa e colocando uma mecha de cabelo atrás da orelha dela. Ambos ainda estavam deitados sobre o sofá.
- Sempre. –ela falou sorrindo e levantando pegando a camisa de Zachary e vestindo. Ele sorriu ao vê-la vestida e levantou pegando a sua cueca box.
- Você fica linda quando veste uma camisa minha. –ele a segurou pela cintura.
- Eu fico linda ate sem roupa meu amor. –ela riu.
- Principalmente dessa forma. –ele sorriu malicioso e selou os lábios dela em um beijo. –Então o que vamos comer? –ele perguntou após se afastarem.
- Brigadeiro? –ela riu sapeca.
- E desde quando brigadeiro mata fome?
- A minha mata. –ela o arrastou ate a cozinha. Zachary sentou no balcão e Vanessa começou a vasculhar os armários procurando pelos ingredientes, depois que finalmente achou começou a fazer o tal brigadeiro.
- Eu quero que isso aconteça sempre. –Zachary falou fitando a bunda de Lua enquanto a mesma lava o que havia sujado.
- Isso o que? –ela perguntou sem entender e ela apenas sentiu Zachary a abraçar por trás.
- Você. –ele depositou um beijo leve no pescoço da morena. –Usando a minha blusa, fazendo brigadeiro e eu tendo a vista privilegiada da sua bunda.
- Safado é pouco pra você. –ela falou rindo e se virando envolvendo seus braços no pescoço dele e iniciando um beijo.
Vanessa e Zachary passaram mais algumas horas juntos na noite anterior e quando a morena decidiu que era hora de voltar pra casa o mesmo a levou. Vanessa estava feliz, satisfeita com tudo o que estava acontecendo, poderia finalmente receber Zac na sua casa como o seu namorado e não como professor.
Na manha seguinte a morena levantou no horário de sempre e se arrumou, desceu tomou seu café da manha, por sorte seu carro estava na garagem. Vanessa pegou as chaves e seguiu ate a garagem.
- Até que enfim. –Ashley falou assim que saiu e viu o carro da amiga parado.
- Não tenho culpa se meu pai precisa dele. –Vanessa falou olhando para ela. –Aconteceu alguma coisa Selena? –Vanessa falou olhando pelo retrovisor.
- Não. –ela foi curta e grossa.
- Nem liga porque hoje ela acordou mais que azeda. –Ashley falou olhando para irmã que apenas revirou os olhos e disse algo como “Me deixa”. O caminho ate o colégio foi estranho, antes as três se falavam sem parar, riam o tempo todo e hoje o clima estava pesado era como se alguma coisa de ruim fosse acontecer. - O que foi Vanessa? –Ashley perguntou assim que a morena estacionou o carro em frente ao colégio, Selena apenas voou para fora do mesmo sem dá muita importância para o que estava acontecendo.
- Sei lá. –Vanessa falou colocando a mão sobre o peito.
-Como assim sei lá? Você tá branca Vanessa.
- Parece que alguma coisa vai acontecer. –Vanessa falou respirando fundo.
- Não deve ser nada. –Ashley falou saindo do carro e esperou pela amiga.
As duas teriam a aula de Zachary no primeiro horário passaram pelo o armário pegando os matériais e seguindo ate a sala, as duas sentaram juntas porem o silencio ainda pairava sobre elas, Vanessa olhava para o nada era como se algo fosse acontecer e a mesma não conseguia saber o que era.
- Estranho o Efron se atrasou de novo. –ao ouvir isso Vanessa se deu conta de que ele realmente não tinha chegado e as únicas vezes em que chegava atrasado ou nem ia para o colégio a morena estava com ele.
- Você sabe dele V? –Ashley perguntou baixo e ela consentiu que não. Alguns minutos se passaram e Vanessa tentava de todas as forma falar com ele porem o celular sempre caia na caixa postal.
- Ele não atende Ash. –Vanessa falou preocupada e antes que Ashley pudesse responder Aninha entrou na sala com cara de pouco amigos.
- Bom dia pessoal. –ela falou seria e a sala respondeu um “bom dia” em coro. –Bom infelizmente não tenho boas noticias. –ao ouvir isso Vanessa fechou os olhos e pedia mentalmente para que não tivesse nada haver com o fato de Zac está atrasado. –Eu recebi uma ligação agora a pouco da delegacia.
- Delegacia? –um aluno qualquer perguntou confuso e começaram com um pequeno alvoroço.
- Silencio, por favor. –ela falou em tom de voz mais alto e os alunos se calaram. –Como eu ia dizendo, eu recebi uma ligação agora a pouco e parece que o professor Efron sofreu um acidente no caminho para cá.
As palavras ditas por Aninha foram como facas atravessando o peito de Vanessa, a morena apertou forte a mão da amiga que a olhava preocupada e confusa ao mesmo tempo. Assim que Aninha terminou de falar a morena voou para fora da sala sendo seguida por Ashley.





Hey Meninas depois de séculos sem postar eis eu aqui novamente hehe
bom o capítulo tá ai espero que gostem e comentem muiiitooo ok
Eu queria agradecer a paciencia sempre e peço por favor não me abandonem eu demoro um pouco mais sempre posto ok
Esse capítulo é dedicado a minha amiga Rafaela Diniz
Bom é isso até qualquer hora momento minuto
muchos besos
xoxo

3 comentários:

  1. PQP AGORA EU MORRO
    AHAJSKSIDMDOAOSNDLOAGS amiiga que capitulo foi esse?! Meu heart não aguenta isso não...
    É a Selena que tá nessa com a Geovanna né?! Mas ela é lésbica então?! Tô confusa
    O Zac tem que ficar bem, pelo amor
    E a Nessa?! Tadinha dela
    Aaaaa vou parir um filho aqui
    Posta mais amore, hoje,agora, o mais rápido possível
    P.S. obrigada por dedicar esse capítulo a mim. Te amo,amr ♡♡♡

    ResponderEliminar
  2. Vou ficar q nem a Nessa pedir mentalmente q ele n perca a memoria e q esse plano de errado ai quantas emocoes ansiosa por mais
    Xoxo

    ResponderEliminar
  3. Nossaaa como o zac esta??tomare que este plano não se certo!! Bjoss posta mais logoo

    ResponderEliminar