segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Capítulo 10

Vanessa havia deixado Zachary em casa, claro que os dois tinham ido tomar um café-da-manhã juntos e quando terminaram a morena o deixou em casa.
- Hey Vanessa. –alguém a chamou antes que ela entrasse.
- Hey Austin. –ela virou pra ver quem era sorriu largo.
- E ai moreninha. –ele a abraçou. Austin era muito mais alto do que Vanessa e a mesma se sentia uma formiga perto dele. –Tudo bem? –ele se afastou e os dois sentaram no degrau da escada que tinha ali.
- Tudo sim. –ela sorriu. –E com você? Tem um tempinho que a gente não se vê.
- Eu estou bem. –ele sorriu largo. –Tem noticias do Efron?
- Por que eu teria noticias dele? –Vanessa se mostrou nervosa.
- Eu fiquei sabendo que você era a assistente dele e perguntei achando que você sabia de alguma coisa.
- Eu fiquei sabendo que ele recebeu alta hoje.
- Então ele voltará logo para escola?
- Não sei. –Vanessa mentiu.
- V. –uma voz baixa e bastante conhecida chamou pela morena. –Podemos conversar? –ela perguntou a olhando.
- Tem certeza que quer conversar? –Vanessa a olhou e Selena assentiu.
- Bom eu vou deixar vocês duas ai. –Austin levantou e estendeu o braço, Vanessa pegou em sua mão e em um pulo já estava de pé. –A gente se vê depois morena. –ele a abraçou forte fazendo Vanessa retirar os pés do chão. –Tchau. –ele falou sorrindo.
- Tchau. –ela retribuiu o sorriso. Ele passou por Selena e soltou um breve “tchau”.  –Vamos entrar né? –Vanessa a olhou e a morena assentiu.
Vanessa abriu a porta e deu espaço para que Selena entrasse e entrando logo atrás da amiga, as duas subiram e se trancaram no quarto de Vanessa.
- Primeiro eu queria pedir desculpas. –Selena olhou. A morena estava sentada sobre a cama da amiga enquanto Vanessa estava sentada sobre o pequeno sofá que tinha próximo a janela. –Por ter passado todos esses dias te ignorando, te evitando, fugindo de você.
- E sabe qual a melhor parte? –Vanessa fingiu um sorriso e Selena balançou a cabeça em negação. –O motivo de você esta assim que eu não sei até hoje.
- Foi uma semana ruim. –Selena abaixou o olhar. –Eu sei não deveria ter descontado em você ou qualquer outra pessoa, mas foi impossível, o meu mundo estava virando de ponta cabeça. –ela olhou para a amiga. –Por favor, me desculpe. –Vanessa a olhou por um momento.
- Vem cá. –ela sorriu largo e abriu os braços,Selena levantou e a abraçou. –É claro que eu desculpo coisa chata. –ela depositou um beijo no topo da cabeça da amiga. –Tem como ficar com raiva de você?
- Eu sei que não. –Selena sorriu fraco.
- E será que a velha amiga aqui pode saber o que aconteceu?
- Brigas e mais brigas com o Nick. –Selena fez um bico.
- O que tá acontecendo?
- Não vamos falar de mim e do Nick. –Selena respirou fundo. – Como o Zachary está?
- Não, vamos falar de você e do Nick anda fala logo o que tá rolando?
- Está tudo bem agora por que falar?
- Selena.
- V…
- Selena. –Vanessa a interrompeu e falou em tom de voz mais firme.
- Eu pensei que estava gravida e estava surtando ok?
- Oi? –Vanessa a olhou surpresa. – Você tá gravida?
- Não.
- Não vai dizer que você tir…
- Nem termina. –Selena a olhou. –Eu nem seria louca de fazer uma coisa dessas ok? Foi só um alarme falso.
- Tem certeza que não está gravida?
- Tenho.
- Tá e você surtou achando que o Nick iria pular fora?
- Não, eu surtei porque só tenho dezessete e ter filhos agora não é bem o meu plano de vida.
- E tá tudo bem agora, não está?
- Sim, eu descobri que não estou gravida e as minhas brigas com o Nick acabaram. –Selena sorriu largo. –E o Zachary?
Vanessa começou a lhe contar tudo o que estava acontecendo e o resto da tarde passou com elas ali conversando como antes.

*****

Dois dias e nem sinal de Vanessa na casa de Zachary. “Mas ela disse que viria” ele falou mentalmente enquanto estava jogado em sua cama tentando ler um livro. Zac havia tido uma conversa com Giovanna, conversa essa que resultou no termino de namoro deles porem ela fez a linha boa moça e disse que mesmo assim continuaria amiga dele e ela estava cumprindo, nesse exato momento ela se encontrava no andar de baixo da casa.
- Droga! –ele falou fechando o livro e jogando o mesmo sobre a cama. –Eu só preciso vê-la.  –ele falou se referindo a Vanessa porem seus pensamentos foram interrompidos ao ouvir a voz alterada de Giovanna. Zachary desceu as escadas, mas parou pra ouvir o porque ela estava tão nervosa.
- Que droga! Eu já falei que eu vou voltar com ele. –ela falou nervosa. A mesma estava parada na porta e a pessoa se encontrava do lado de fora o que impedia que Zachary visse quem era.
- Eu acho bom mesmo, porque assim que a Vanessa souber que vocês terminaram ela vem correndo pra cá. –falou alterando a voz.
- Tá agora vai antes que o Zachary desça. –ela fechou a porta e Zachary desceu.
- Quem era? –ele perguntou normalmente.
- Era só um vendedor. –ela sorriu fraco. –Eu preciso ir, mas te vejo amanhã ok?
- Ok. –ele sorriu e a acompanhou ate a porta. -“Se a Vanessa souber que vocês terminaram ela vem correndo pra cá” as palavras ecoavam na cabeça de Zachary e ele tentava de alguma forma entende-las.  –Primeiro o Jim e agora isso. –ele falou consigo mesmo franzindo o cenho.
Ele ficou ali sentado por horas e tentava a todo custo entender ou lembrar-se de alguma coisa, até que seus pensamentos foram interrompidos pelo som da campainha e só então o mesmo se deu conta de que tinha passado o resto da tarde ali sentado. O som da campainha ecoou mais uma vez e ele se levantou, ao abrir a porta um sorriso enorme que só não era maior por falta de espaço tomou conta de seu rosto.
“Ela está linda” pensou ao ver a imagem dela ali com um sorriso nos lábios e com olhos brilhando. A morena usava um vestido justo na sua cintura e meio rodado na parte de baixo, usava uma sapatilha, seus belos cachos estavam soltos como sempre.
- Pensou que tinha se livrado de mim certo? –ela falou quebrando o silencio.
- Por um momento eu agradeci a Deus por você ter sumido. –ele mentiu. –Entre. –abriu  mais a porta.
- Sinto informa que você não vai se livrar de mim tão cedo. –ela falou sorrindo.
- É uma pena. –ele fechou a porta e se virou caminhando. –Acho que a minha cruz é ter que te aturar.
- Exatamente. –ela riu alto. –Posso saber o que o senhor Efron está fazendo?
- Tentando lembrar da vida que eu tive antes do acidente. –ele falou serio.
- Não se esforce. –Vanessa sorriu fraco. –Uma hora você vai acabar lembrando.
- Eu espero sinceramente que sim. –ele a olhou nos olhos dela e Vanessa sorriu fraco. –Posso saber a que devo a honra da sua visita?
- Bom como hoje é sexta e eu ganhei a minha carta de alforria, eu quero saber se você aceita sair comigo.
- Sair com você? –ele perguntou franzindo o cenho. –Isso não seria um pouco estranho?
- Estanho por quê? Seremos dois amigos curtindo uma sexta-feira à noite.
- E pra onde vamos?
- Que tal o parque que acabou de chegar à cidade? –ela sorriu sapeca.
- Eu vou me arrumar. –ele falou sorrindo e subindo as escadas.


****


- Por favor, só mais uma vez Zachary. –Vanessa fez uma cara fofa.  A morena insistia para jogar mais uma vez em uma daquelas barracas de tiro ao alvo no qual o premio era algum urso de pelúcia.
- Me dá isso aqui. –ele tomou a pistola de agua da mão dela. –Você é muito ruim. –ele falou rindo. O moreno mirou em alguns alvos e acabou acertando é claro e como premio conseguiu um enorme urso.
- Até que você presta pra alguma coisa. –ambos caminhavam lado a lado.
- Melhor do que você. –ele falou rindo.
- É, eu nunca fui muito bom com miras. –ela riu alto. –Então Efron o meu aniversario está chegando será que eu posso saber qual será o meu presente? –ela perguntou sentando em banco de que tinha ali.
- A minha presença já será um presente. –ele sentou ao lado dela.
- Então eu dispenso a sua presença e fico com o presente. –ela falou rindo, mas logo parou.
- Você não parece contente pra quem vai fazer aniversario logo.
- Digamos que eu não estou preparada para ver tal cena no dia.
- E eu posso saber o que seria?
- Estou contando com a presença do meu ex, mas eu acho que ele estará com a atual namorada.
- Então você tem um ex-namorado? –ele falou um tanto desanimado. – E pelo visto você ainda o ama certo?
- Amo, e mesmo estando com outra eu sei que ele me ama. –Vanessa o olhou.
Seu olhar se prendeu ao do moreno por alguns minutos, e a única reação que ele teve foi  de colar seus lábios no dela.
- Eu preciso parar de fazer isso não é? –ele falou depois de se afastar dela.
- Eu não ligo. –ela falou sorrindo e colando os lábios dele mais uma vez.
O beijo era calmo e ao mesmo tempo apressado era como se ambos precisassem daquilo pra sobreviver. O moreno terminou o beijo com alguns selinhos e a olhou sorrindo.
- Eu tenho a sensação de que já fizemos isso antes. –ele entrelaçou sua mão na dela.
- E fizemos. –ela falou sorrindo. –No hospital um dia antes de você ter tomado alta lembra?
- Eu sei tolinha. –ele sorriu. –Antes disso que eu estou falando.
- Se aconteceu e foi importante você acaba lembrando.
- Se tudo o que eu vivi antes do acidente tem você será importante.
- Isso que dizer que um “Sim eu vou acabar me lembrando”?
- Exatamente.
- Podemos voltar? –ela falou olhando para a entrada do parque que estava um pouco afastado deles.
- Brincar com um urso desses será meio difícil.
- Você tem razão. –ela fez um bico.
- Podemos ir para outro lugar se você quiser.
- Ideias? –ela o olhou.
- A noite está linda e um pouco quente, acho que um passeio pela praia seria uma boa não acha?
- Um passeio na praia?
- É, a não ser que você tenha que ir pra casa as dez o que é meio impossível porque já são… –ele olhou no relógio que estava em seu braço. –Onzes horas.
- Não, eu não tenho que está em casa as dez ok? –ela falou rindo. –E como eu disse hoje é sexta-feira dia em que ganho minha carta de alforria.
- Então a senhorita aceita ou não?
- Aceito. –ela falou sorrindo e levantando. Os dois caminharam até o carro da morena, com certa dificuldade ele conseguiram por o urso no banco de trás, Zachary assumiu a direção e Vanessa entrou no lado do passageiro. Não demorou muito e Zac estacionou o carro, ambos desceram e antes de irem para a areia retiraram os sapatos deixando-os dentro do carro.  Os dois caminhavam lado a lado ate que Zachary parou bruscamente, ele olhava para o mar e depois pra Vanessa. –Que foi?
- E se a gente…
- Não. –Vanessa o interrompeu.
- Você nem sabe o que é.
- Tenho certeza que é pra entrar no mar.
- Exatamente, qual o problema?
- Nem pensar.- ela voltou a andar.
- Olha que você vai. –ele falou ainda parado.
- Quero só ver quem vai me obrigar. –ela estava um pouco longe e por conta disso virou gritando.
- Acho que eu. –ele gritou e começou a correr atrás dela, Vanessa não esperou pra ver virou rapidamente e começou a correr também, mas não por muito tempo logo sentiu os braços dele envolver sua cintura.
- Nem pense nisso Efron. –ela falou rindo alto.
- Já pensei e vou fazer morena. –ele falou rindo e rindo.
- Espera. –Vanessa gritou. –Eu vou por vontade própria. –ela falou e ele a colocou no chão.
- Se tentar fugir vai ser pior.
- Não vou ok? –ela falou tirando a bolsa que carregava logo em seguida o vestido desvendando seu corpo vestido apenas com um conjunto de lingerie preta.  – Eu ainda quero ter o que vestir. –Vanessa o olhou e sua vontade era apenas ri da expressão dele.
- Wow. –ele falou a olhando de cima a baixo.
- Fecha a boca se não entra mosca. –ela riu alto. –Então vamos ou não?
- Vamos. –ele retirou a bermuda e a camisa. Os dois correram ate o mar e entram de uma vez, a noite estava um pouco quente então não ouve desculpas do tipo “A agua esta gelada”. Os dois se divertiam feito duas crianças jogando agua um no outro.
- Foi divertido. –Zachary falou enquanto vestia a sua roupa.
- Tirando a parte em que eu quase morri afogada foi sim.
- Exagerada.
- Exagerada? –ela se fez de ofendida. –Feriu meus sentimentos.
- Oh como ela é sentimental.
- E sou mesmo. –ela falou rindo. –Agora podemos ir ou o Senhor Efron pretende fazer mais algum passeio?
- Vamos pra casa, ate porque isso não é hora de crianças estarem acordadas. –ele a provovou.
- Olha que a criança aqui vai embora e deixa você voltar pra casa andando.
- Que criança malvada. –ele fingiu está espantado. –Carinha de anjo e alma de demônio é isso?
- Credo Zachary. –ela falou rindo. –Prefiro ficar carinha e alma de anjo ok?
- Ok anjinha podemos ir?
- Podemos. -Os dois voltaram para o carro, mas dessa vez com Vanessa assumindo a direção, não demorou muito e a morena parou com o carro em frente a casa dele. –Está entregue sã e salvo senhor Efron.
- Muito obrigada, senhorita Hudgens. –ele virou para olha-la. –Direto pra casa ouviu? –ele falou em um tom serio, tentando ser autoritário.
- Eu acho que não. –ela falou rindo e ela a olhou com uma cara de “Por quê?” –Pela hora meus pais com certeza estão no decimo sono e como eu tenho uma ótima memoria esqueci as chaves.
- Não seja por isso. –ele desceu e foi para o lado do motorista mandando a morena ir para o banco do passageiro, e assim ela fez. –Hoje você é a minha hospede.
- Oi?
- Claro, se você não pode entrar em casa pra onde você vai? –ele a olhou.
- Pra casa de uma amiga? –ela perguntou como se fosse obvio.
- Como se elas estivessem mesmo acordas a essa hora.
- Você tem razão. –Vanessa espremeu os lábios. –A Selena deve está gemendo loucamente o nome do namorado e a Ashley deve esta no vigésimo sono.
- Então sem discutir. –ele ligou o carro e o estacionou na garagem. Os dois entraram e como Vanessa já se considerava de casa foi direto pra cozinha, abriu a geladeira e pegou uma garrafa de agua. –Folgada você. –Zac riu.
- Você não viu nada. –ela deu uma piscada e sorriu logo em seguida. –Eu posso tomar um banho?
- Sinta-se em casa. –ele falou apontando em direção a escada.
A morena subiu e foi para um dos quartos de hospede, retirou sua roupa e entrou no banheiro.

****

Vanessa estava de olhos fechados ate sentir alguém a segurar pela cintura, a morena virou-se e deu de cara com Zachary.
- Eu sei o quanto isso é errado. –ele a olhava. –Mas é impossível está no quarto ao lado sabendo que você esta aqui.
- É o nosso segredo. –Vanessa sussurrou no ouvido dele.
Zachary deu um breve sorriso e levou seus lábios para o pescoço da morena onde depositou alguns beijinhos leves, fazendo cada parte do corpo dela se arrepiar. Vanessa o olhou por alguns segundos e colou seus lábios no dele, o beijo começou calmo porem não demorou muito para as coisas esquentarem naquele box.
As mãos do moreno percorriam pelo corpo dela de forma desesperada, apertava forte um dos seios dela o que fazia a mesma gemer baixo no ouvido dele.
- Eu preciso de você. –ele falou com a voz rouca.
- Me faça inteiramente sua Efron. –ela sussurrou de forma provocante em seu ouvido.
E sem perder mais tempo Zachary a prensou na parede sem qualquer delicadeza, Vanessa soltou um breve gemido com um misto de dor e prazer, ele segurou firme em uma das pernas dela fazendo a mesma rodear em sua cintura. Sem qualquer aviso prévio Zachary deu uma forte estocada arrancando os gemidos alto da morena, com os movimentos rápidos e frenéticos não demorou para que Vanessa sentisse uma onda de prazer invadir seu corpo e sua vagina se contrair gozando logo em seguida.
Com um movimento rápido Zachary inverteu as posições, Vanessa apoiou-se com os braços na parede enquanto Zachary a estocava forte, o moreno retira seu membro e voltava a estocar forte.
- Gostosa. –ele sussurrou no ouvido da morena e repetindo o mesmo movimento. O ritmo das estocadas começaram a ganhar ritmo.
- Ahhh… –Vanessa gemeu alto após ganhar um tapa na bunda. Para muitas aquele tapa seria um tipo de ofensa, já para Vanessa funcionou para aumentar mais ainda sua excitação. –Caralho! –Vanessa gritou ao sentir um segundo orgasmo a caminho. Zachary continuou com os movimentos rápidos.
- Ohh Vanessa… –Zachary gemeu alto antes de atingir seu clímax. Ambos caíram sentados ali mesmo, Vanessa estava entre as pernas do moreno enquanto ele distribuía beijos leves pelo pescoço dela enquanto a mesma sorria satisfeita.
Após recuperarem o ar eles terminaram de tomar banho e saíram enrolados em uma única toalha. Vestiram-se e desceram logo em seguida indo direto para a cozinha.
- Zachary o que foi? –Vanessa perguntou não aguentando mais receber olhares desconfiados.
- Nada. –ele voltou a sua atenção pra tv. Eles estavam na sala e a tv estava ligada, passava algum programa que nenhum deles fazia a mínima questão de prestar atenção.
- “Nada”? –Vanessa fez aspas com os dedos. –Que cara é essa?
- É a única que eu tenho.
- Você entendeu a pergunta. –ela o olhou.
- É estranho ok?
- Estranho o que? –ela perguntou ajeitando-se no sofá. – O fato de ter uma mulher, usando apenas uma camisa sua e quando eu digo “apenas uma camisa sua” leve a serio porque é só oque cobre o meu corpo, deitada em seu sofá?
- É estranho a ge… –ele parou e a olhou. –Como é? Só essa camisa?
- Apenas essa camisa. –ela mordeu o lábio.
- Eu p… –ele balançou a cabeça. –Quero dizer, foi errado o que fizemos.
- Mas foi gostoso não foi? –ela se aproximou.
- Foi. –ele falou baixo.
- E se por acaso. –ela depositou um beijo no pescoço dele. –Houvesse. –mais um. –Uma recaída. –mais um. –Aqui e agora?
- Eu diria é errado mais foda-se. –ele a puxou fazendo-a sentar em seu colo. Vanessa soltou uma risada divertida o que fez ele rir também.
- Então, me fode. –ela sussurrou no ouvido dele mordendo o modulo de sua orelha.
- Como quiser. –Zachary sorriu safado e retirou a blusa da morena abocanhando um dos seios dela.
Os beijos desceram pela barriga ate chegarem a intimidade completamente encharcada da morena. Zachary passou dois dedos ali e foi impossível conter um gemido, sem que Vanessa esperasse ele penetrou os dois dedos, o moreno aproximou seu rosto da intimidade e começou a chupar o clitóris da mesma.
- Ah, isso Zac… –Vanessa gemia manhosa, a morena segurava firme no cabelo dele o incentivando.  Como previsto não demorou nada para que Vanessa se derretesse nos lábios dele.
- Mando muito bem. –ele falou rindo e a olhando. – Pode confessar.
- Nem morta. –ela falou com a respiração falha. Após uma breve recuperação a morena inverteu as posições. –Vou mostrar quem realmente manda bem. – Vanessa o olhou com um sorriso safado nos lábios e sem qualquer cerimonia abocanhou ate onde conseguiu o membro do moreno.
- Oh… –Zachary gemeu rouco ao sentir a boca quente dela lhe chupando. –Isso morena… –Zachary entrelaçou seus dedos nos cachos dela e a ajudou com os movimentos de vai e vem. Não demorou muito e Zachary sentiu seus espasmos, gozando logo em seguida.
- Mandei bem. –Vanessa subiu sorrindo satisfeita e o beijando logo em seguida. –Confesse. –ela o olhou rindo.
- Confesso. –ele sorriu e apertou a bunda dela. –Agora fica de quatro morena.
Vanessa riu pela forma que ele falou porem não contestou e fez o que ele pediu. Zachary apreciou a visão por alguns segundos, quando voltou em si se posicionou dando uma forte estocada na morena.
- Ah… mais… rápido… –Vanessa pedia entre os gemidos e assim ele fez. Zac a segurava firme pela cintura para ter um apoio melhor nos movimentos, com as estocadas fortes e o ritmo frenético não demorou para que ambos atingissem o clímax juntos.


******


Zachary acordou primeiro e assim que abriu os olhos deu de cara com aquele belo cabelo cacheado. O moreno sorriu ao se lembrar da madrugada que teve com a morena, porem seu sorriso foi desfeito quando ele caiu em si.
- Droga! –ele deu um pulo da cama ficando de pé. – Merda! Merda! Merda! –ele falava um tanto nervoso enquanto vestia uma cueca box.
- Zac? –Vanessa perguntou ainda sonolenta. –O que houve? –ela abriu os olhos e o viu andando de um lado pra outro.
- Eu abusei de uma menor. –ele falava nervoso.
- O que? –Vanessa sentou e o encarou.
- Transamos não transamos?
- Sim, mas isso não quer dizer que você abusou de mim. –Vanessa o olhou tentando lhe tranquilizar. -Eu sabia muito bem o que estávamos fazendo e consenti.
- Mas eu transei com uma al…
- Eu NÃO sou mais a sua aluna. –ela deu ênfase ao dizer “não”.
- Mas é men…
- Menor de idade ate o sábado que vem ok? –ela o olhou. –Não precisa se preocupar ou se culpar pelo o que aconteceu.
- Eu já falei que é estranho não é?
- Já. –Vanessa riu fraco. –Mas é um estanho bom não é?
- Confesso que sim. –ele falou rindo.
- Então já que o seu momento de culpa passou podemos tomar um banho e procurar alguma coisa pra comer?
- Eu no meu quarto e você no quarto de hospedes ok?
- Como quiser senhor Efron. –ela falou rindo e levantando.
Não demorou muito  e ambos já se encontravam sentados a mesa comendo.
- Você não vai se meter em encrencas  por ter dormido fora?  -Zachary a olhou.
- Acho que não. –Vanessa tomou um gole de seu suco e levantou. –Eu preciso ir. –ela o olhou.
- Já? –ele perguntou um pouco desanimado.
- Eu marquei de ir ao shopping com a Ashley e a Selena, meu aniversario é no sábado e eu nem sei o que vesti. –ela espremeu os lábios.
- Vai pelada ué. –ele falou rindo. –Garanto que faria a alegria de muito marmanjo pro lá.
- É uma ótima ideia. –ela falou seria e o riso de Zac se desfez.
- Nem pense nisso. –ele falou serio.
- Por que não? –ela o olhou com um sorriso de canto nos lábios. –Você mesmo disse que seria a alegria de muita gente.
- Esse corpo me pertence morena. –ele a olhou. –Só eu posso te ver como você veio ao mundo.
- Wow. –ela falou um tanto feliz. –Tchau Efron. –ela virou e começou a andar. –E não se esqueça sábado eu te espero no meu aniversario.
- Estarei lá. –ele falou sorrindo.

****

Vanessa estava distraída olhando uma vitrine enquanto esperava pelas amigas ate que sentiu duas mãos cobrirem os seus olhos.
- Advinha. –a voz sussurrou em seu ouvido.
- Austin. –ela falou sorrindo. Ele retirou as mãos dos olhos dela e a segurou pela cintura. –Oi. –ela falou tentando se afastar.
- Mereço ao menos um abraço? –ele falou a olhando e ainda a segurando pela cintura. Vanessa o abraçou, mas logo o soltou. –O que faz aqui sozinha?
- Esperando pela Selena e pela Ashley, que já deveriam ter chegado.
- Vamos dá uma volta então? –ele a olhou.
- Vamos. –Vanessa sorriu fraco. Ambos caminhavam lado a lado e Vanessa recebia olhares o que já estava a deixando sem graça.
- É a sua festa no sábado não é? –Austin a olhou
- Sim, será divertido.
- Oh será. –ele falou mordendo e a olhando de cima a baixo, o que deixou Vanessa um tanto desconfortável.
–Então Austin eu acho que vou indo. –ela parou de andar.
- Já? Mas as suas amigas nem apareceram ainda.
- Eu vou começar a comprar sem elas.
- Que isso Vanessa, não precisa fugir de mim. –ele sorriu fraco e tentou segurar a mão da morena porem ela tirou. –Não posso segurar a sua mão?
- Austin, é que pra você é diferente ok? –ela o olhou. – Somos apenas amigos e eu já deixei isso bem claro.
- E eu entendi perfeitamente. –ele sorriu.
- A Ashley e a Selena. –ela falou olhando por cima do ombro dele. –Até mais Austin. –ela começou a andar em direção as amigas.
- Você não perde por esperar Hudgens. –ele falou baixo e a olhando enquanto a mesma ia ate as amigas.





Hey girls ,
voltei mais rápido do que vocês pensaram hein kk
bom ai está mais um capítulo espero que gostem e comentem muiiito
Ah lembrando que agora só falta 4 capítulos para o fim da 1º temporada ok
bom é isso
até qualquer hora momento segundo hehe
xoxo

2 comentários:

  1. AUSTIN seu fdp é vc que está ajudando a Giovaca né?!
    Ai mds eu piro nessa fic
    E esse momento mega hot de Zanessa?!
    Perfeitooooo ♡♡♡♡ *-*
    Posta mais amanhã amr
    Xx

    ResponderEliminar
  2. Nossaaa eu fico revoltada como tem pessoas sem caráter, e o Austin é um deles. Ta perfeita a fic eu só espero que o Zac lembre da Vane logo. Bjoss posta mais logo

    ResponderEliminar