domingo, 4 de outubro de 2015

Capítulo 4

- Bom dia amigas lindas. –Vanessa falou assim que sentou ao lado de Ashley e Selena, as três teriam a primeira aula juntas mais o professor havia faltado.
- Eu tô sonhando né? –Sel falou olhando para a irmã.
- Então estamos no mesmo sonho. –Ashley a olhou.
- O que foi? –Vanessa perguntou sem saber do que se tratava.
- “Bom dia”? –Selena virou para olha-lá.
- “Amigas Lindas”? –Ashley completou.
- E preferiam o que? Bom dia vadias?
- Sim, seria mais o estilo Vanessa Hudgens de ser. –Ashley falou.
- Onde você estava ontem? –Selena perguntou olhando-a e se lembrando que a mesma tinha saído na noite anterior.
- Por ai. –Vanessa falou se lembrando da noite anterior.
- Com quem? –Selena insistiu.
- Por que teria alguém?
- Porque a senhora só acorda feliz assim depois de uma bela noite.
- É eu tive uma ótima noite. –Vanessa falou sorrindo e as duas se aproximaram com a esperança de que ela falaria. – Eu dormi feito um anjo. –ela falou rindo.
- Idiota. –Selena riu junto.
- Alguém ai me diz quem é aquele ser gostoso? –Ashley falou olhando na direção de um moreno que andava ao lado de Nick.
- Joga agua que o fogo bateu. –Vanessa falou rindo.
- Conta, conta, conta. –ela falou batendo no braço da irmã.
- E como é que vou saber? –ela falou rindo por conta do desespero de Ashley.
- Sei lá, você vive grudada com o Jonas ele deve ter falado alguma coisa.
- Não ele não falou.
- Vanessa? –ela virou para a amiga.
- Como é que eu vou saber?
- Você passa tardes na casa do Efron deve ter ouvido alguma coisa.
- Ashley aquieta essa piriquita ok? –Vanessa falou e Selena riu alto.
- Eu quero saber ué.
- Relaxa que daqui a pouco vamos saber quem é o povo desse colégio tem a boca grande e fofoca se espalha rápido. –Selena falou tentando controlar a risada.

****

- Você? –Vanessa falou um tanto surpresa por ver quem era ao abrir a porta. Era final de tarde e como Zac estaria com Nick ela resolveu ficar em casa. –Posso ajudar? –ela falou encarando Giovanna.
- Não vai convidar para entrar? –ela a olhou.
- Não.
- Não tem problemas eu só queria mesmo lhe dar um aviso.
- Desculpa, qual o seu nome mesmo? –Vanessa ignorou o que ela falou.
- Eu quero você longe do Zachary ouviu bem? –ela tentou fazer um tom de voz ameaçador e Vanessa apenas riu alto.
- Acabou? –Vanessa falou depois de controlar o riso. –Voce já falou o que queria agora pode ir. –ela ia fechando a porta porem Giovanna segurou.
- Não brinca comigo menina. –ela falou seria olhando pra Vanessa. –Eu já sei de tudo, exatamente tudo sobre você.
- Meu Deus eu tenho uma fã.
- Seria muito interessante saber a opinião dos seus pais, do diretor do seu colégio e quem sabe ate da policia ao descobrir que você anda transando com seu professor. –ao ouvir aquilo Vanessa ficou tensa e Giovanna ao ver que conseguiu por um pouco ou quem sabe muito medo nela riu satisfeita.
- Voce não teria…
- Coragem? –ela a interrompeu. – É claro que teria.
- Esse é o seu amor por ele? Você teria coragem de destruir a vida dele?
- Se ele não ficar comigo garanto que com você ele também não fica.
- Você é louca.
-Você não viu nada. –ela falou rindo. –Meu recado foi dado. –ela falou e se virou andando mais antes de descer os degraus virou olhando pra Vanessa. –Ah e nem tente dar uma de esperta e continuar com esse romancezinho as escondida, porque eu tô de olho em você e se eu desconfiar que você ainda o encontra prepare-se para ir visita-lo na cadeia. –ela falou e saiu de lá satisfeita, Vanessa fechou a porta ainda sem acreditar no que tinha acabado de acontecer.
- Quem era? –Gina apareceu na sala tirando Vanessa de seus pensamentos.
- Hã?
- Na porta, quem era?
- Era só engano bateram na porta errada. –ela mentiu.
- Fiz torta de chocolate quer?
-Agora não mãe. –Vanessa falou subindo as escadas. – Eu vou deitar um pouco.
- Tá. –Gina falou apesar de estranhar.
Vanessa subiu as escadas correndo e se trancou no quarto.
Vanessa pensou e chorou tanto que acabou dormindo, despertou por volta das dez horas levantou com uma certa dificuldade e seguiu ate o banheiro levando alguns tombos pelo caminho já que estava tudo escuro, assim que entrou acendeu a luz e sentiu a claridade incomodar seus olhos. Ligou a torneira e jogou um pouco de agua no rosto para despertar, desligou a agua e se olhou no espelho.
- E agora Vanessa Anne? –ela falou se olhando fixamente. –O que eu vou fazer? –ela permaneceu ali encarando sua imagem no espelho pensando no que faria, ela tinha duas opções se afastava dele inventando uma desculpa qualquer ou contaria pra ele o que tinha acontecido. O problema é que ela não queria nem um pouco se afastar dele por incrível que pareça estava gostando desse envolvimento absurdo, e se optasse em contar a verdade sabia que ele ia ficar uma fera e acabar indo ate Giovanna o que poderia resultar com uma bela briga entre eles resultando em sua prisão afinal ela não deixaria passar o fato de Vanessa ter contado tudo pra ele.
Saiu do banheiro e pegou seu celular em cima da cama saindo do seu quarto em seguida, passou pelo quarto dos pais e a porta estava fechado “Otimo” ela pensou, sinal de que os dois estavam no decimo sono, desceu as escadas e foi direto pra cozinha saindo pelas portas dos fundos e sentando em uma das cadeiras que tinha ali. Olhou sua lista de contados e hesitou se deveria mesmo ligar para ele, pensou em falar com uma das amigas mais essa ideia foi descartada queria esquecer que tudo isso só aconteceu por conta de uma aposta agora era mais que uma brincadeira, e também pelo fato de que ela decidiu não contar sobre o que já tinha acontecido com o Zac. Olhou mais alguns minutos para o numero dele ate que tomou coragem e discou o mesmo.
Ligação On:
- V? –ele falou com tom de voz sonolento.
- Oi. –ela falou fraco e seus olhos se encheram de lagrimas. –Desculpa se te acordei.
- Sem problemas, aconteceu alguma coisa?
- Sim.
- E você quer me contar o que houve?
- Eu andei pensando…
- Ela pensa. –ele falou rindo.
- Idiota. –ela riu mais logo seu sorriso se fechou. – É serio.
- Desculpa, fala.
- Como eu ia dizendo. –ela continuou. – Eu acho que devíamos parar com essa coisa entre nós dois.
- Como assim? Por que isso?
- Eu só quero para com isso.
- E você vai dizer isso assim através de uma ligação?
- É melhor assim, boa noite Zachary.
- V…
Ligação Off:
Vanessa desligou e caiu no choro, também era impossível não chorar depois do que havia feito.


****


- Acho que alguém acordou azeda hoje. –Selena falou assim que parou ao lado de Vanessa em frente a entrada do colégio.
- Me deixa Selena, me deixa. –ela falou emburrada e entrou no colégio as pressas.
- O que será que tá rolando? –Ashley perguntou preocupada.
- Não sei mais vamos descobrir. –Selena a puxou pelo braço e entrou no colégio.
As duas rodaram o colégio de cima a baixo procurando por Vanessa mais parece que a mesma cavou um buraco no chão e se enfiou dentro.
- Eu preciso ir pra aula Sel. –Ashley falou parando de andar.
- E a Vanessa? –ela falou virando.
- Eu tenho um teste importante, não posso perder.
- Tudo bem eu procuro por ela sozinha.
- Me avisa assim que encontra-la?
- Claro. –Ashley saiu de lá correndo em direção a sua sala. Selena ficou ali parada no corredor olhando pro nada tentando saber onde ela poderia está.
- Como é que não pensei nisso antes? –Selena falou e voltou a correr. Era certo sempre que Vanessa queria ficar sozinha ela ia pros fundos da quadra, era um lugar consideravelmente vazio já que lá sempre ficava um grupo de pessoas com cinco no máximo, os famosos “perdidos”. –Caramba até que enfim eu te achei. –Selena falou parando na frente dela, mas a mesma nem se importou e continuou com a cabeça baixa.
- Por favor, Sel me deixa ficar sozinha. –Vanessa falou com a voz embargada e ai Selena teve certeza que alguma coisa estava acontecendo.
- Hey V olha pra mim. –ela falou se abaixando e segurando o rosto de Vanessa fazendo com que a morena a olhasse. –O que tá rolando morena?
- Nada Sel. –ela mentiu tentando controlar o choro.
- Sou eu a Selena, sua melhor amiga, a sem juízo, a que sempre se mete em confusões e a que te conhece muito bem.
- É só tpm ok? –ela falou limpando as lagrimas e rindo fraco.
- V…
- Olha ai já passou. –ela falou rindo.
- Não vai mesmo falar.
- Já disse é só tpm. –ela levantou. – Agora vamos.
- Tudo bem eu vou fingir que acredito. –ela se levantou. –Você sabe que pode contar sempre comigo né?
- É claro que eu sei. –Vanessa riu fraco. As duas começaram a caminhar de volta pra o colégio, Selena sabia que era mentira e que tinha sim alguma coisa errada porem ela conhecia a amiga e sabia que Vanessa só falaria quando chegasse ao seu limite.
Selena tinha ido pra sua sala apesar de está atrasada já Vanessa caminhava pelo corredor indo em direção a sua, ate passar por uma sala e sendo arrastada pra dentro da mesma.
- Tá maluco? –ela falou olhando para Zac enquanto ele trancava a porta.
- A gente vai conversa e vai ser agora. –ele falou se virando para olha-la.
- Eu não tenho nada pra conversa com você.
- Pode me explicar o que tá acontecendo?
- Simples eu não quero mais transar com você.
- Você tinha concordado, estávamos nos dando bem.
- Eu mudei de ideia ok? As pessoas mudam de ideia o tempo todo.
- Não de uma hora pra outra. –ele falou se aproximando. – Qual é morena o que aconteceu?
- Nada. –ela falou se afastando a cada passo dado por ele.
- Você não mudaria de ideia assim. –ela esbarrou em uma das mesas e Zac rapidamente se aproximou dela e a colocando sentada ficando entre as sua pernas. –Eu sei que ainda te deixo louca. –ele sussurrou no ouvido dela e mordendo o  lóbulo de sua orelha provocando arrepios nela.
- Zachary, por favor… –seu pedido saiu mais como um gemido.
- Eu sei que você não quer acabar com isso. –ele falou descendo os beijos e apertando seus seios. –Só eu consigo deixa-la excitada. –ele desceu uma das mãos e tocou a intimidade da morena por cima do calça, logo em seguida colocando a sua mão por dentro do mesmo tocando sua intimidade úmida e molhada.
Zac começou a massagear o clitóris e ela mordeu o lábio evitando um gemido alto. Ele a beijou com volúpia e penetrou um dedo fazendo Vanessa gemeu entre o beijo, os movimentos eram rápidos e frenéticos. – Goza vai morena… –ele sussurrou com a voz rouca no ouvido dela e com mais alguns movimentos ela gozou, nos dedos dele e ele riu satisfeito.
Zac desabotoou o botão da calça de Vanessa e o puxando ate que o mesmo caísse aos seus pés, fazendo o mesmo com sua calça jeans e com a box que usava em seguida. Ele afastou a calcinha da morena para o lado e sem pensar duas vezes posicionou seu membro na intimidade dela e antes de penetrar pincelou sua glande sobre a mesma, Vanessa apenas o fuzilou com o olhar precisava dele, precisava senti-lo invadir seu corpo, precisava se tornar dele.
Zac riu baixo por conta do desespero que provocava nela, sem mais delongas ele a invadiu com força dando fortes estocadas na morena que mordia com toda força que podia o próprio lábio evitando um gemido.
Eles corriam um risco enorme se divertindo justamente ali em uma sala de aula, a qualquer instante alguém poderia bater naquela porta e estranhar o fato de uma aluna e um professor estarem trancados na mesma, sem contar no risco que eles corriam se por acaso Giovanna soubesse desse pequeno acontecido.
Mais algumas estocadas rápidas e Vanessa teve seu segundo orgasmo. Com um movimento rápido Zac fez com que ela descesse da mesa colocando de costas pra si, retirou por completo a calcinha dela fazendo a mesma escorregar ate os seus pés voltou a se posicionar penetrando lentamente. Vanessa se controlava o máximo tentando não deixar um gemido alto sair.
Zac saiu lentamente de dentro da morena e voltou a estoca-la com toda força que podia, tamanha era força que Vanessa podia jurar que alguma coisa dentro dela havia se rompido.
- Geme pra mim morena. –ele sussurrou com tom de voz rouco e repetindo o mesmo movimento. – Não se controla. –ele falou ao ver Vanessa mordendo o lábio.
- Ah caralho. –Vanessa gritou. Ele riu satisfeito e voltou a estoca-la rapidamente, minutos depois Vanessa gozou mais uma vez sendo seguida por Zac. Vanessa recuperou seu folego e se arrumou assim como ele. – Você é maluco? Alguém com certeza escutou.
- Relaxa morena. –ele falou rindo torto.
- É serio Zachary temos que parar com isso. –ela falou seria.
- Vai lá em casa hoje? –ele pediu alisando o rosto dela e a olhando.
- Não. –ela falou mais não com tanta firmeza.
- Diz que sim morena. –ele depositou um beijo no pescoço dela.
- Tá bom Efron. –ela falou se rendendo. –Eu vou.
- Ótimo. –ele falou rindo safado. – Assim conversamos direto.
- Que seja.  –ela falou fingindo não se importar. – Preciso ir afinal eu perdi uma aula inteira aqui. –ela caminhou ate a porta e antes de sair certificou-se de que não havia ninguém no corredor e antes de fechar a porta pode ouvir um “Até a noite gostosa” vindo de Zac a fazendo rir.
- Bú. –Selena falou no ouvido de Vanessa, a morena estava sentada na cantina e completamente distraída.
- Porra Selena. –ela falou colocando a mão sobre o peito.
- Tava viajando né? –Selena falou rindo. – O que aconteceu?
- Por que teria acontecido alguma coisa?
- Porque você chegou aqui querendo matar um e agora um sorrisinho de canto não sai dos seus lábios.
- Digamos que eu tive uma aventura maravilhosa.
- E?
- “E” o que?
- Não vai contar?
- Não.
- Como assim?
- Simples amiga. –Vanessa falou se virando. – É segredo.
- Vanessa Anne Hudgens. –Selena falou fingindo está brava. – Desde quando existe segredos entre amigas?
- Na hora certa você vai saber ok?
- Aposto que envolve o Efron. –Selena falou jogando verde.
- Cadê a Ash?  -Vanessa mudou de assunto.
- Sabia. –Selena gritou chamando atenção de quem estava ali. – Sabia. –ela falou dessa vez em um tom mais baixo.
- O que sua louca?
- Você mudou de assunto, e quando você não quer mentir mais não quer falar a verdade você muda de assunto.
- Claro que não Sel. –ela falou rindo.
- Então envolve mesmo o Efron?
- Você não respondeu, cadê a Ashley?
- Ok eu vou considerar isso como um sim. –Selena falou rindo e Vanessa riu junto. – E a Ashley já foi.
- Por quê?
- Cólica conhece?
- O pesadelo das mulheres. –Vanessa falou e voltou a comer.
****
- Boa noite Efron. –Vanessa falou assim que ele abriu a porta.
- Boa noite morena. –ele falou rindo torto e abrindo mais a porta para que a mesma entrasse. Vanessa certificou-se de que realmente não havia ninguém por perto e entrou.
- Fala logo o que você quer porque tenho que ir. –ela falou parando no meio da sala.
- O que tá rolando? –ele foi direto ao ponto.
- Como assim?
- Não se faça de tolinha. –ele a olhou serio. – Eu sei que tem sim alguma coisa acontecendo e eu quero saber o que é.
- Eu já disse que não tem nada acontecendo. –Vanessa falou tentando se manter firme.
- Fala logo.
- Que saco Zachary. –ela falou irritada, não queria contar o que estava acontecendo pois saberia que de um jeito ou de outro ambos seriam prejudicados.
- Confia em mim Vanessa.
- Eu confio em você ok? –ela se sentou no sofá e ele sentou-se ao seu lado.
- Pode falar. –ele a olhou passando total confiança.
- Eu não posso, eu quero, mas não posso.
- Por quê?
- Porque se eu contar você vai querer tentar resolver e pode acabar piorando a situação.
- Vanessa se for pra ter você do meu lado novamente eu enfrento qualquer coisa.
- Jura? –ela falou com um sorriso de canto ao ouvir aquilo. – Quero dizer é claro que não esta disposto a isso.
- Para de enrolar e fala de uma vez. –Vanessa hesitou em falar, pensou por alguns instantes e decidiu abri o jogo.
- A Giovanna.
- Sabia que tinha dedo dela na historia. –Zac falou irritado. – O que foi que ela fez?
- Ela descobriu onde eu moro e foi lá ontem.
- E?
- E que ela me ameaçou disse que era pra eu ficar longe de você e caso  contrario ela ai falar pra todo mundo que a gente teve um envolvimento.
- Eu vou matar essa mulher. –ele alterou o tom de voz.
- Não vai nada. –Vanessa o segurou pelo rosto fazendo ele a olhar. – Você não vai atrás dela ouviu?
- Eu preciso ir atrás dela Vanessa e enfiar de uma vez por todas que eu e ela não temos mais nada.
- Zac se ela desconfiar que te contei alguma coisa ela vai abrir a boca.
- O que a gente vai fazer? Vamos parar mesmo com isso?-Zac a olhou e ela desviou o olhar parecendo pensar em algo.
- E se a gente se encontrasse escondido? –ela sugeriu.
- A gente já faz isso.
- Eu sei idiota. –ela falou revirando os olhos. – Mais escondido ainda.
- Ela não vai falar nada, vamos continuar do jeito que está.
- Ela vai falar sim, você não tem nem noção do que uma mulher com raiva pode fazer.
- Vamos pensar nisso em outra hora ok? Agora vem cá. –ele falou se aproximando tentando beija-la.
- Não Zachary é serio. –ela o segurou pelos ombros mantendo o afastado dela.
- Tá bom. –ele falou desanimado. – E se a gente tivesse um lugar só nosso?
- Como assim?
- Sei lá um apartamento, uma cabana, uma casa seja lá o que for um lugar só meu e seu e que mais ninguém saiba da existência dela.
- Boa ideia. –Vanessa falou sorrindo lago. –Depois que eu fizer dezoito não vai ter problemas se alguém souber que estamos juntos.
- Pronto tudo lindo e resolvido, agora me dá um beijo. –ele tentou se aproximar mas ela o afastou novamente.
- Não esta não. –ela o olhou seria. – Precisamos de um lugar.
- Precisa mesmo ser resolvido agora?
- É claro que precisa, a menos que você queira para com esse nosso envolvimento.
- Já sei. –ele falou se lembrando de algo. – A minha casa no lago, eu quase nunca vou pra lá e ninguém sabe da existência dela.
- Então amanha você me ensina o caminho ok?
- Ok. –ele concordou sorrindo. – Posso ganhar um beijo agora? –Vanessa riu fraco e o beijou logo em seguida.
- Eu tenho que ir. –ela falou após apartarem o beijo.
- Já?
- É antes que a minha mãe coloca a policia atrás de mim. –ela levantou e seguiu ate a porta sendo acompanha por ele que a beijou novamente antes de abrir a porta.
****
- O que vamos fazer amanha? –Ashley se jogou sobre a cama de Vanessa. Era sexta e para a gloria e felicidade de todos não teve aula.
- Eu tô mais preocupada em saber o que vamos fazer hoje e tipo agora. –Selena falou enquanto adentrava no closet da amiga e olhando tudo.
- Então somos duas. –Vanessa concordou com a amiga.
- A gente podia pensar na sua festa de dezoito anos. –Ashley falou animada.
- Boa ideia. –Selena também se animou e se jogou na cama entre Vanessa e Ashley.
- Claro que não gente falta meses ainda.
- Mais passa rápido minha querida. –Ashley a olhou. – Foi praticamente ontem que fiz quinze e olha pra mim no final do ano eu faço dezoito.
- Sorry minha velinhas, eu só completo a maior idade ano que vem. –Selena falou rindo.
- Sorte de vocês que moram sozinhas com tão pouca idade e já tem total liberdade. –Vanessa falou se lamentando por ter que cumpri horários.
- Vamos ao que interessa? –Ashley a ignorou. – O local.
- Aqui mesmo?  -Vanessa perguntou como se fosse obvio.
- Nada disso tem que ser Club Space ou pelo menos no Fabrik. –Selena citou as duas casas noturnas mais conhecidas da cidade.
- Sonhou alto, muito alto agora amiga. –Vanessa falou descartando a ideia. – É claro que meus pais não pagarão uma fortuna só pelo local.
- Isso é o mínimo gata. –Ashley a olhou.
- Pode me explicar como isso é mínimo gata?
- É só você escolher qual das duas e eu falo com meu pai. –Selena explicou.
- Como é que seu pai vai conseguir isso?
- Ai Vanessa acorda estamos falando do Senhor Gomez Benson o que ele ou melhor o que nós queremos ele consegue. –Ashley falou se gabando.
- Ui poderosa. –Vanessa riu alto depois de vê-la beijando o próprio ombro. –Quando o meu aniversario estiver próximo a gente decide ok? –elas assentiram que sim com a cabeça. – Agora pra algum lugar.
- Onde? –Selena perguntou.
- Sorveteria. –Ashley gritou e deu um pulo da cama fazendo Vanessa e Selena rirem.



Hey meninas passando pra deixar um presentinho hehe
até qualquer hora
muchos besos
xoxo

2 comentários:

  1. ameeeei ♥♥♥♥
    capítulo divooo
    essa Giovanna é uma vaca mesmo,aff
    o Zac tem que resolver isso
    continua logo amr,xoxo

    ResponderEliminar
  2. Nossaaaaa eu odiei essa Giovanna e só espero que essazinha ai não consiga separar o zac e a Vane. Bjosss postaa maiss por favor e não demore pois sua fic ta peefeitaaaa

    ResponderEliminar